Carnaval reúne foliões em Maruim

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 0 comentários

(Foto: Ascom/Prefeitura de Maruim)
Na tarde desta quinta-feira, 4, centenas de pessoas participaram do Carnafolia em Maruim, distante 30 km de Aracaju. O evento, promovido pela Secretaria de Municipal de Assistência Social, Habitação e Trabalho em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento teve como objetivo a integração dos usuários e servidores dos dois setores.
Participaram idosos atendidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), crianças e jovens atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) e Centro de Atenção Psicossocial (Caps). Embalados pela Banda Frevo Dez de Maruim os foliões desfilaram pelas ruas da cidade com abadás, mamãe-sacode, confetes e purpurinas.
O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, que participou do desfile, destacou o trabalho em conjunto das secretarias. “A integração entre as secretarias foi fundamental para a realização do evento, que a cada edição apresenta um crescimento considerável”, afirmou.
Após o desfile na rua, os foliões continuaram a festa no Clube Municipal João Gonçalves dos Santos.

Por Ascom/Prefeitura de Maruim


Peron Gomes assume Secretaria de Indústria e Comércio de Maruim

0 comentários

(Fotos: Ascom/Prefeitura de Maruim)
Na manhã da última quinta-feira, 4, Peron Vieira Gomes foi empossado pelo prefeito de Maruim, Jeferson Santana, como novo secretário de Indústria e Comércio. A cerimônia ocorreu no Centro de Qualificação Maria Izabel Barreto.
Peron que já ocupou o cargo de secretário municipal de Esporte e Lazer e o cargo de vereador, disse que este será um novo desafio. “Mesmo com as dificuldades financeiras vamos colocar o serviço da pasta para atender as pessoas necessitadas, vamos trabalhar para todos”, falou.
Secretário Peron Vieira Gomes 
“A dificuldade de conseguir o primeiro emprego é enorme. Por isso, vamos tentar buscar apoio junto a diversos órgãos para que oportunidades sejam geradas para todos”, concluiu.
O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, parabenizou o novo secretário e destacou o trabalho desenvolvido pelo professor José. “Parabenizo o novo secretário. Na oportunidade, destaco o excelente trabalho desenvolvido pelo professor José (in memorian) e desejo boa sorte a Peron Gomes a frente desta pasta importante para o desenvolvimento do município”, ressaltou.

A solenidade contou com a presença de diversos secretários municipais, entre eles, Pedro Henrique (Administração), Diego Cardoso (Agricultura), Gilton Rezende (Cultura), Mário Sérgio (Esportes), Aelmo Gomes (Educação) e Leônidas Carvalho (Obras).

Por Ascom/Prefeitura de Maruim

Confira a programação do carnaval da Barra dos Coqueiros

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 0 comentários

(Foto: Infonet)
Sábado - 6 de fevereiro de 2016

16h – Bloco Rasgadinho (Orquestra de Frevo) com Karla Isabela
19h – Art Mania (Praça Prisco Vianna)

Domingo - 7 de fevereiro de 2016

12h - Banda Furacão Tropical (Praia da Costa)
14h - Banda Panka 10 (Praia da Costa)
16h - Bloco Arrastão com Maysa Reis (Praia da Costa/Atalaia Nova)

Segunda - 8 de fevereiro de 2016

13h - Banda China Bahia (Praia da Costa)
16h - Bloco Arrastão com Yêba (Praia da Costa/Atalaia Nova)

Terça-feira - 9 de fevereiro de 2016

13h - Bety Evanny (Praia da Costa)
16h - Bloco Arrastão com Cid Natureza (Praia da Costa/Atalaia Nova)

Por Redação

Conta de energia elétrica será reduzida em março

0 comentários

(Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)
O governo decidiu nesta quarta-feira, 3, desligar as usinas térmicas com custo de geração acima de R$ 420 por megawatt-hora (MWh).
A decisão vai permitir que, a partir do mês que vem, seja adotada a bandeira amarela no sistema de bandeiras tarifárias, o que significa acréscimo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.
Atualmente, a bandeira aplicada é a vermelha, patamar 1, com acréscimo de R$ 3 a cada 100 kWh.
A decisão tomada nesta quarta-feira pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) permite o desligamento de sete usinas térmicas com capacidade de geração de cerca de 2 mil megawatts em geração térmica a partir de março.
Segundo o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, a medida vai permitir uma redução do custo do setor elétrico de R$ 720 milhões por mês em 2016. Ele disse que é possível ser adotada em abril a bandeira verde, na qual não é cobrado nenhum adicional na conta de luz.
“Ainda não é prudente anunciar a bandeira verde para abril, mas todos os estudos mostram que essa é uma possibilidade real”, afirmou.
O ministro destacou que todas as decisões estão sendo tomadas de forma prudente. “Essa decisão é absolutamente segura para que possamos chegar em novembro com uma capacidade de armazenamento de energia bem melhor do que aconteceu em novembro de 2015.”
Segundo Braga, a queda da tarifa neste ano deve ser de pelo menos 7% , levando em conta também a redução do valor da Conta de Desenvolvimento Energético, aprovada ontem (2) pela Aneel.
Em agosto, o CMSE já tinha determinado o desligamento de usinas térmicas com custo de geração acima de R$ 600 MWh. A medida permitiu que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reduzisse o valor da bandeira tarifária vermelha de R$ 5,50 para R$ 4,50 para cada100 quilowatts-hora consumidos. Recentemente, a Aneel criou um novo patamar de bandeira tarifária vermelha, que custa R$ 3 para cada 100 kWh.
A decisão foi tomada após análise do comitê de que a situação dos reservatórios das hidrelétricas está mais favorável. De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o nível dos reservatórios do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que é responsável por cerca de 70% do armazenamento de água para geração de energia no país, está em 45% atualmente. Em fevereiro do ano passado, o nível estava em 20,5%. Segundo O CMSE, o risco de déficit de energia no país é zero nos subsistemas analisados.
Com a falta de chuvas registrada nos últimos anos, o governo vem mantendo a maior parte das usinas termelétricas acionadas para garantir que não falte energia para o país. Sem água nos reservatórios, as usinas hidrelétricas não conseguem gerar toda energia possível, e pode haver desabastecimento. No entanto, a energia térmica é mais poluente e mais cara que a gerada por hidrelétricas, e o custo acaba sendo repassado para os consumidores.
O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico foi criado em 2004 para acompanhar a continuidade e a segurança do suprimento de energia no país. Participam do grupo representantes de órgãos como o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Por Agência Brasil

“Maruim mantém salários dos servidores em dia”, afirma prefeito Jeferson Santana

0 comentários

Prefeito Jeferson Santana no TCE (Foto: Tarcísio Dantas)
O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, reafirmou nesta quarta-feira, 3, que quitou a folha salarial do mês de dezembro do ano passado, bem como o 13º salário dentro do período previsto pela Constituição Federal. Além disso, o prefeito informou que já quitou o salário de janeiro deste ano dentro do mês trabalhado aos professores e aos demais servidores da administração pública.
A manifestação do prefeito foi provocada a partir da emissão de medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe, que impedia os municípios em débito a realizarem festividades no carnaval e despesas com publicidades desnecessárias. A ação foi solicitada pelo procurador Eduardo Côrtes, do Ministério Público de Contas, com respaldo na informação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica (Sintese). Segundo o prefeito Jeferson Santana, o município de Maruim quitou os débitos. “Na última terça-feira, 2, procuramos o conselheiro presidente Clóvis Barbosa para apresentarmos os comprovantes dos pagamentos realizados. Inclusive já havíamos informados no Sistema de Auditoria Pública (Sisap)”, afirmou.
“Ressaltamos que além de quitar as obrigações constitucionais com os professores no tempo hábil, o município também quitou os vencimentos dos demais servidores da administração pública”, afirmou o prefeito Jeferson Santana. “Vale ressaltar, que o município paga o piso dos professores, e sempre tem buscado entendimento com o sindicato para o pagamento, quando o mesmo tem uma elevação anual”, concluiu.
De acordo com Tribunal de Contas do Estado, até a última terça-feira, 19 das 53 prefeituras comprovaram os pagamentos efetuados, inclusive Maruim.

Por Ascom/Prefeitura de Maruim

Prefeitura de Maruim entrega casas no Loteamento Francisco Loyola

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016 0 comentários

(Foto: Divulgação)
A Prefeitura de Maruim, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Trabalho, entregou na manhã desta terça-feira, 2, duas casas no Loteamento Pe. Francisco Loyola. A ação faz parte da parceria firmada entre o município e a União através do programa ‘Minha casa, minha vida 2’.
O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, destacou o empenho da equipe na construção das residências. “A cada moradia entregue é possível identificar a alegria das pessoas, que geralmente, sobrevivem pagando aluguel. Destacamos o empenho da equipe, que viabilizou a entrega das casas, assim, minimizando os problemas enfrentados pelas famílias”, frisou.
Nesta solenidade receberam as chaves das casas, a dona de casa Maria Adinalva dos Santos e o Sr. Edson Souza Santos. Dona Maria Adinalva disse que a casa chegou em boa hora. “Pagava R$ 350,00 de aluguel e hoje consegui esta casa. Uma grande vitória em minha vida”, disse emocionada.
Com estas casas, o município já beneficiou 30 famílias na sede e nos povoados. As casas foram construídas através ‘Minha casa, minha vida 2’, do governo federal, e pelo ‘Casa nova, vida nova’, do governo estadual.
A solenidade de entrega das casas foi prestigiada pela vereadora Maria Angélica e pelos secretários municipais Tânia Maynart (Ação Social), Pedro Henrique (Administração), Gilton Rezende (Cultura) e Leônidas Carvalho (Obras).

Por Ascom/Prefeitura de Maruim

Prefeitura distribui 1.730 cestas básicas em Maruim

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016 0 comentários

(Foto: Ascom/Prefeitura de Maruim)
Nesta quinta-feira, 28, no ginásio de esportes do Sesi, a Prefeitura de Maruim, através da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Trabalho, realizou a segunda edição do projeto ‘Família Feliz’, que visa a distribuição mensal de cestas básicas para famílias carentes. Nesta edição de janeiro, 1.730 cestas foram distribuídas.
Na primeira edição foram distribuídas 1.060 cestas básicas. Nesta segunda edição, 1.730 e a partir do mês de fevereiro a previsão é que sejam atendidas mais de 2 mil famílias, conforme dispõe lei aprovada na Câmara de Vereadores a partir de projeto encaminhado pelo Executivo Municipal.
O prefeito de Maruim, Jeferson Santana, acompanhou a distribuição das cestas básicas e ressaltou o trabalho da secretaria. “A equipe da Secretaria de Assistência Social desenvolveu um ótimo trabalho. A mobilização foi intensa para atender as famílias carentes do município, que receberão cestas básicas todos os meses adquiridas com recursos próprios”, pontuou.
A dona de casa, Simone dos Santos, moradora do São Vicente, parabenizou a ação do município. “Esta cesta básica chegou em boa hora, pois nosso orçamento é muito comprometido. Com esta ajuda, utilizamos a pouca renda para quitar outros débitos”, garantiu. Outra beneficiada, a dona de casa Josefa Maria Santos, que reside no Alto da Boa Vista, também destacou a ajuda. “Sabemos das dificuldades enfrentadas no dia a dia, que só entende quem passa constantemente por esta situação. Por isso, agradeço esta ajuda, que considero uma maravilha”, disse.
Nesta edição, também prestigiaram a entrega das cestas, o vice-prefeito Murilo Mota; o presidente da Câmara Municipal, José Antônio de Souza; os vereadores Maria Angélica, Jackson Andrade e César do Pau Ferro. Secretários, diretores, coordenadores e assessores municipais também compareceram ao evento.

Por Ascom/Prefeitura de Maruim

Em assembleia, servidores estaduais decidem por greve

0 comentários

(Foto: Divulgação)
Servidores da Administração Geral lotaram o auditório do Sindicato dos Bancários na manhã desta quinta, 28, na assembleia realizada pela categoria e SINTRASE que deflagrou a greve por tempo indeterminado da categoria. O motivo principal da paralisação é a não implementação integral do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV), já aprovado há quase dois anos.

Além do pedido pela implantação imediata do Plano, outras pautas estão inclusas na decisão que decretou a greve, como o pagamento da titulação (cuja criação da comissão já foi criada), reajuste da tabela do Plano em 24,31% (em virtude do índice inflacionário), pagamento da insalubridade para merendeiras, executores de serviços básicos e oficiais administrativos, concurso imediato para preenchimento de vagas na Administração Geral e retirada dos vigilantes terceirizados das escolas.
A greve, que começa a partir da próxima quinta, 4 de fevereiro, (em respeito às 72h, de acordo com a lei vigente), será a segunda paralisação da Administração Geral em menos de 1 ano. A última greve, considerada a maior da história da Administração Geral em Sergipe, foi realizada no segundo semestre de 2015 e durou mais de 60 dias. "Até que o governo se posicione sobre o PCCV e avance nas negociações das outras pautas, respeitando os servidores e honrando, inclusive, o pagamento dos salários dentro do prazo estipulado por lei, a categoria vai continuar paralisada”, afirmou o presidente do SINTRASE, Diego Araujo, que declarou não haver no momento outra alternativa a não ser a pela greve por tempo indeterminado. “A deflagração da greve também foi uma decisão tomada pela categoria por não concordar com os abusos realizados pelo Estado nos últimos meses, como o parcelamento do 13º e atrasos nos salários, que dificultou a situação de mais de 5 mil servidores que o Estado insiste ainda em pagar menos de um salário mínimo”, explicou.
Os serviços paralisados a partir do dia 4 serão os oferecidos pelos órgãos estaduais nos Centros de Atendimento ao Cidadão (CEAC’s) e atividades administrativas e operacionais das escolas estaduais, de secretarias e empresas públicas.

Relembrando

Não é de hoje que a categoria, apelidada pejorativamente como “arraia-miúda”, vem pleiteando melhorias trabalhistas junto ao governo estadual. Após anos na briga pela aprovação do PCCV, mais de 10 mil servidores representados pelo SINTRASE lutam agora pela implantação total do Plano, que foi aprovado em 2014, mas que, na prática, não beneficiou a categoria. “Temos um longo caminho de luta e mobilização pela implantação do Plano. Já dialogamos diretamente com secretários, sentamos com o governador e com membros da Procuradoria Geral do Estado (PGE) para avançar nas negociações e realizamos greves e paralisações em 2015, além de impetrarmos várias ações na justiça, como a suspensão de novas contratações pelo Estado de comissionados. Mas os avanços reais não ocorreram e a categoria tem pressa em resolver estas questões”, disse o presidente. 
A última greve, considerada legal pela Justiça, mesmo com os pedidos de ilegalidade solicitados pelo Estado, foi encerrada pelos servidores para que o Estado cumprisse os acordos, entre eles, as decisões judiciais impetradas pelo sindicato. Porém, em protesto a não apresentação concreta no avanço das negociações, os servidores realizaram uma assembleia em novembro e resolveram parar suas atividades às quartas-feiras a partir de dezembro; paralisação esta que durou até a última quarta-feira, 13 de janeiro. “Não há como segurar um trabalhador; um servidor público que recebe menos de um salário e que ainda teve de sobreviver à irresponsabilidade do governo em receber seu 13º parcelado ou através de empréstimo”, finalizou o presidente.

Por Ascom/Sintrase

Procon Estadual divulga lista de itens escolares que não podem ser exigidos

terça-feira, 26 de janeiro de 2016 0 comentários

(Crédito: Divulgação)
O Procon Sergipe, órgão vinculado a Secretaria de Justiça e de Defesa ao Consumidor (SEJUC), disponibilizou uma lista com itens de material escolar totalmente proibidos de serem exigidos pelas instituições de ensino, com o objetivo de orientar os consumidores para evitar que estes sofram abusos ao adquirir produtos que as escolas não podem exigir. 
A lista proíbe itens como carimbo, canetas para lousa, fita dupla face, papel ofício colorido, palito de churrasco, giz branco e colorido, isopor, jogos em geral e piloto para quadro branco. Algodão, glitter, massa de modelar, papeis em geral, entre outros materiais são permitidos, mas em quantidade limitada.
O Procon Estadual explica que o consumidor tem o direito de escolha, se deseja comprar os materiais ou se prefere pagar uma taxa estabelecida pela instituição de ensino. Além disso, a unidade escolar não pode especificar nenhuma marca de material que esteja na lista fornecida pela instituição de ensino e nem ser a única revendedora do produto exigido. Ela só pode cobrar o material que não esteja na lista, caso justifique a utilização dele, e se o material não foi utilizado durante o ano letivo, aluno tem direito a recebê-lo de volta.
O Procon ainda informa que os consumidores poderão solicitar a lista completa dos materiais  que são permitidos na sede do Procon/SE, situada na Rua Santa Luzia, 602, Bairro São José, Aracaju/SE, das 8h às 15h, ou também solicitar através do e-mail procon.sejuc@sejuc.se.gov.br ou procon.ceac@sejuc.se.gov.br
E em caso de denúncias ou dúvidas, podem registrar suas reclamações pessoalmente  na sede do órgão e na Central de Atendimento ao Cidadão (CEAC) do Shopping Riomar, ou também através do nosso site www.procon.se.gov.br, no campo "Reclamação Online Procon" e pelas redes sociais.

Por Ascom/Procon Sergipe

Confira a programação da Festa de São Benedito em Rosário do Catete

sábado, 23 de janeiro de 2016 0 comentários

(Crédito: Divulgação)
Neste sábado e domingo, 23 e 24, respectivamente, o município de Rosário do Catete/SE celebra São Benedito. Confira:

PROGRAMAÇÃO

Sábado, 23 de janeiro de 2016
A partir das 22h, no Largo do São Benedito

Léo & Thiago
Banana Nativa
Fogo na Saia

Domingo, 24 de janeiro de 2016
A partir das 17h, reinauguração da rodoviária municipal

Chicabana
Art Mania

Por Redação


Faculdade oferece mais de 600 bolsas de estudos em 30 cursos de graduação

0 comentários

O futuro estudante de Radiologia Márcio Soares realizando sua matrícula
(Foto: Divulgação)
Esta semana, pessoas de todo o país puderam conferir o resultado do Sistema de Seleção Unificada (SISU), principal forma de ingresso em universidades públicas. Com vagas limitadas, muitos ficaram abaixo da nota de corte e, assim, viram o sonho da graduação se distanciar. Nesse momento, o indicado é não desistir dos estudos e procurar como alternativa uma faculdade particular.

As instituições de ensino superior particulares têm oferecido diversas maneiras para viabilizar os estudos. Descontos nas matrículas e mensalidades, oportunidades similares ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) - pelas quais as mensalidades são pagas após a formatura no dobro do tempo do curso - e de bolsas de estudo.
Atualmente, a Faculdade Maurício de Nassau Aracaju concede bolsas de estudo de 50% em todas as 30 opções de cursos, através do programa Educa Mais Brasil. São diversas vagas por graduação. Para concorrer, basta se inscrever gratuitamente no site do Educa Mais Brasil, pagar o boleto referente à matricula e se inscrever presencialmente no processo de seleção ou por este endereço. Se o candidato for aprovado, ele já poderá iniciar as aulas.
Márcio Soares, de 32 anos, inscreveu-se no programa Educa Mais Brasil e vai estudar Radiologia na Faculdade Maurício de Nassau. Para ele, “essa é uma oportunidade de cursar a graduação pagando muito menos do que o normal. Esse é o momento de investir na minha carreira profissional”.
O diretor da unidade, Wagner Soares, explica: “existem várias maneiras de viabilizar o sonho da graduação, basta uma atitude proativa para que possamos encontrar a forma mais adequada de realizá-lo. A Faculdade Maurício de Nassau disponibiliza diversas formas de financiamento, como o FIES, o Pra Valer e outras formas de promoções em que o aluno se beneficia de mensalidades acessíveis e descontos promocionais”.
Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (79) 3226-7650 ou 99918-1159.

Por Ascom/Faculdade Maurício de Nassau